terça-feira , dezembro 12 2017
Home / Alagoas / Cresce o número de mamografias realizadas pelo SUS em Alagoas

Cresce o número de mamografias realizadas pelo SUS em Alagoas

A mamografia é o exame mais eficiente para encontrar, precocemente, um possível câncer de mama ainda em sua fase inicial. Mesmo diante do receio de algumas mulheres em realizá-lo, seja pelo desconforto do procedimento ou pelo medo de descobrir que está com a doença, o número de procedimentos tem aumentado em Alagoas.

De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), aos poucos, esse cenário vem sendo modificado e o número de mamografias tem aumentado em Alagoas. Enquanto em 2015 foram realizados 28 mil procedimentos pelo SUS, no ano passado o número aumentou para 31.533 exames.

“Constantemente, a Sesau que tem realizado a conscientização junto ao público feminino para que façam a mamografia, em especial as mulheres que têm entre 50 e 69 anos. Esta é a faixa etária considerada prioritária para o MS”, destacou Carmen Nascimento, técnica do Programa de Saúde da Mulher da Sesau.

Ela ressalta que a mamografia é um exame preventivo e deve ser feito a cada dois anos em mulheres que não apresentam nenhum sintoma ou que possuam algum histórico familiar. Isso porque, “caso a doença seja diagnosticada precocemente, as chances de tratamento e cura aumentam significativamente”, salienta Carmen Nascimento.

A técnica do Programa de Saúde da Mulher da Sesau ressalta que é importante lembrar que as mulheres também não podem deixar de realizar o autoexame. “Encontrando alguma anormalidade, é necessário procurar imediatamente um médico”, alertou.

Benefícios do Autoexame

Entre as mulheres que não deixam de fazer a mamografia está senhora Solange da Silva, 52 anos, que sentiu um caroço na mama esquerda enquanto tomava banho, quando tinha apenas 16 anos. “Logo que percebi fui correndo para o médico e ele solicitou uma mamografia, confirmando a existência do nódulo, fiz uma cirurgia para retirá-lo e não tive nenhum problema”, contou a aposentada.

Solange da Silva ainda fala que não tem medo ou qualquer tipo de preconceito com relação ao exame. “Desde então eu faço todos os anos o exame. Sinto um pouco de dor na hora em que a máquina aperta o seio, mas faço sem reclamar de nada, porque o mais importante para mim é a prevenção contra o câncer de mama”, salientou a aposentada de 52 anos.

Rede de mamógrafos no Estado

De acordo com a Portaria 1.101/2002 do Ministério da Saúde, que estabelece como parâmetro a necessidade de um mamógrafo para cada 240 mil habitantes, a quantidade de aparelhos existente em Alagoas é suficiente para atender à demanda populacional do Estado.

Gerenciados pelas Secretarias Municipais de Saúde, Segundo informações do Cadastro Nacional dosEstabelecimentos de Saúde (CNES), os estabelecimentos que possuem mamógrafos em Alagoas são:

Apae Maceió – Maceió
Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora de Fátima – Arapiraca
Centro de Diagnóstico Hélio Lopes – Penedo
Centro de Diagnóstico José Anacleto da Silva – São Miguel dos Campos
Centro de Saúde Dr. Denisson Menezes – Inhapi
Centro de Diagnóstico – José Abdon Malta Marques – Santana do Ipanema
Chama – Arapiraca
Clínica Guri – Maceió
Clínica Imagem – Arapiraca
Clinimagem – Maceió
Clinimed Diagnósticos – Coruripe
Complexo de Diagnose e Terapia Dr. Lima Castro – Coruripe
Diagnose – Maceió
Hospital Afra Barboza – Arapiraca
Hospital do Açúcar – Maceió
Hospital Geral de União – União dos Palmares
Hospital Regional Santa Rita – Palmeira dos Índios
Hospital Sanatório – Maceió
Hospital Universitário – Maceió
Hospital Vida – Maceió
Imagem Plena – Maceió
Instituto da Mulher do Agreste – Arapiraca
Nova Imagem – Maceió
PAM Salgadinho – Maceió
Santa Casa de Maceió – Maceió
Santa Fé Medical Center – Arapiraca
Sonograph Clínica – Palmeira dos Índios
Ultramed – Arapiraca
Uniclínicas – Delmiro Gouveia
Unidade Especializada Centro de Diagnóstico – CRIA – Arapiraca
Unidade Mista Maria Loureiro Cavalcante – Colônia Leopoldina
Unidade Mista Nossa Senhora das Graças – Teotônio Vilela
Unidade Móvel da Saúde da Mulher – Maceió

 

 

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *