sexta-feira , outubro 20 2017
Home / Alagoas / Governo de Alagoas já reformou 50% das escolas da rede estadual

Governo de Alagoas já reformou 50% das escolas da rede estadual

1f3f1e97c13083ecd3a14a1e514b9e4b_XLO Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), já reformou 50% das escolas. Ao total, 157 unidades de ensino foram recuperadas e outras 40 obras serão iniciadas, em outubro. O governador Renan Filho e o vice-governador e secretário da Educação, Luciano Barbosa, entregaram, nesta segunda-feira (9), mais uma destas obras de reforma, a da Escola de Ensino Integral Princesa Isabel, localizada no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa).

A unidade escolar recebeu uma nova pintura, bebedouros, ares condicionadores, além de 21 novos computadores para a atualização do parque tecnológico, revisão nas partes elétrica e hidráulica, e ampliação do refeitório, para atender melhor os estudantes que ficam em tempo integral na escola.

Em 2 anos e 10 meses, o Governo do Estado também construiu 38 ginásios para as práticas esportivas e culturais dos estudantes e comunidade local. Outros 25 já se encontram em andamento.

O secretário Luciano Barbosa explica que o processo de recuperação das escolas é necessário, e que através das melhorias, uma educação de qualidade poderá ser ofertada aos alagoanos.

“Esse processo de recuperação eu quero dedicar aos professores e alunos que acreditaram que a gente iria vencer os obstáculos. Encontramos muitas escolas em estado deplorável e eu temia muito o nosso primeiro inverno e por isso resolvemos descentralizar os recursos para que os diretores, por meio do Escola da Hora, possam fazer os reparos emergenciais até que a gente consiga reformar todas as escolas”, conclui.

O secretário comenta ainda que o único jeito de mudar a realidade e os índices do Estado é através da educação, que neste novo momento está integrada em benefício dos alunos.

“Não existe outra porta para ser aberta e ofertar um melhor futuro, que não seja a porta da Educação. Eu já posso ver no semblante dos professores que a escola pública tem, e terá, uma educação de qualidade para os filhos dos alagoanos”, relata o gestor estadual da Educação.

A diretora da Escola Princesa Isabel, que está completando 85 anos em 2017, Sônia Suely Araújo, acredita que as obras estimulam o sentimento de pertencimento por parte dos estudantes e professores.

“Nossos alunos são bem cuidadosos com o espaço da escola. Eles desenvolveram até um cronograma para designar as pessoas responsáveis pela limpeza e cuidado das salas de aula durante a semana. Além das reformas, nós ganhamos ainda o ginásio esportivo, que foi uma grande conquista, pois era um espaço esperado por todos. Posso falar com toda certeza de que a demora valeu a pena”, comemora Sônia.

Reconhecimento

Os estudantes já reconhecem os esforços da Seduc em ofertar uma educação de qualidade. É o caso do jovem Arthur Terto, aluno da 3ª série do ensino médio da Escola Princesa Isabel.

“Acredito que os instrumentos que estão sendo ofertados para nós é sinônimo de uma educação de qualidade. O aluno agora tem uma integração maior com a escola, o que também melhora o nosso ensino. Agradeço ao governador e ao secretário pela atenção que eles têm dado a nós. A direção da escola tem uma comunicação muito boa com o Grêmio Estudantil e sempre é frisado a importância de tomar conta da escola”, afirma Terto.

Sabrina Maria Balbino, de 17 anos, é um exemplo para a crença da educação pública no Estado. Ela é filha da diretora adjunta do Princesa Isabel. Participativa, a jovem integra diversas atividades estudantis. Entre elas, a participação no grupo musical “Pedro Lucas e Vozes”, que ficou em 2º lugar no Festival Musical realizado durante o II Encontro Estudantil da rede estadual de Alagoas, com a música “Nossa Alagoas”.

Para dar abertura à solenidade de entrega das reformas, o grupo de música se apresentou para as autoridades presentes. Ansiosa, Sabrina conta que gostou muito da conclusão das obras, principalmente de quando o ginásio da unidade foi entregue.

“A quadra era um espaço que faltava para a gente. Agora nós podemos realizar as atividades físicas tranquilamente”, conta Sabrina Balbino.

 

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *