sexta-feira , setembro 21 2018
Home / Valdi Fernando / Aconteceu de tudo…Curiosidades da 4ª divisão do RJ

Aconteceu de tudo…Curiosidades da 4ª divisão do RJ

Foram 41 WOs. A quarta divisão do Campeonato Carioca – chamada estranhamente de Série C -, terminou neste domingo com o título do Pérolas Negras. Além dos jogos que não aconteceram, tivemos um festival de curiosidades.

O objetivo da Federação do RJ era colocar em atividade equipes que vinham sem participar de competições há algum tempo. Além do Pérolas Negras, conseguiram o acesso para a Terceirona – Campos, 7 de Abril e Casimiro de Abreu. O ótimo site Futrio.net fez um belo compilado que reproduzo aqui com algumas outras coisas. Confira!

1 – Atacante gordinho

A forma física de Walter – atualmente no Atlético-GO – sempre gerou muitos comentários. Na quarta divisão do Carioca, aconteceu o mesmo com Yan, do Miguel Couto. Contra o Campo Grande, participou do lance do gol da vitória de 3 a 2, jogando os 90 minutos. O jogador de 24 anos deixou sua marca contra o Paraíba do Sul.

2 – Esparadrapo faz as vezes de número no uniforme

Contra o Campo Grande, o Teresópolis tinha apenas uniforme para os titulares. Quando um jogador da reserva foi entrar no lugar do camisa 8, tiveram que improvisar um número “1” com esparadrapo.

3 – Árbitros têm celulares furtados em estádio

Imagine a cena: o trio de arbitragem vai a campo para comandar uma partida da quarta divisão do Rio de Janeiro. No gramado que mais parece um terrão, o time mandante – Heliópolis – não dá as caras, e o juiz sacramenta o WO, com vitória para o Paraíba do Sul. Quando voltam ao vestiário, a surpresa: os celulares dos bandeirinhas foram furtados. Essa aconteceu no folclórico estádio Joaquim Flores, em Nilópolis (município da Baixada Fluminense).

4 – Roupeiro xinga árbitro ANTES de jogo

“Vocês são uns bundões, essa Federação é uma m…”. O roupeiro do Paduano teria dito isso ao árbitro Fernando Varella. Isso acontece, mas o jogo contra o Heliópolis nem tinha começado. Que loucura!

5 – Promessa maior que Cristiano Ronaldo chegou, mas não jogou

Fábio Paim é um jogador português que para muitos tinha mais talento que Cristiano Ronaldo na base do Sporting. Contratado pelo modesto Paraíba do Sul aos 29 anos, chegou para jogar a quarta divisão do Carioca. Mas a documentação não foi regularizada a tempo, e ele nem jogou.

– Se vocês me acham bom, esperem até ver o Fábio Paim – teria dito CR7 quando foi apresentado no Manchester United. Muito tempo se passou, e Paim não caminhou junto.

E, no Brasil, nem entrou em campo.

6 – E o chute ruim quebrou o retrovisor

Resende e Paduano jogavam no Marrentão, em Duque de Caxias, quando o lateral Berrío (inspirado no atacante do Flamengo) chutou para fora do estádio. A bola acabou quebrando o retrovisor de uma van. O motorista chegou a procurar alguém para cobrar o prejuízo, mas desistiu.

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *