sexta-feira , setembro 21 2018
Home / Alagoas / Casos de AIDS caem em Alagoas em 2017, afirma Secretaria de Saúde

Casos de AIDS caem em Alagoas em 2017, afirma Secretaria de Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde de Alagoas (Sesau-AL) registrou no ano passado uma queda nos casos de AIDS no estado em comparação a 2016. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira (6).

De acordo com a Sesau, o estado registrou 361 casos de AIDS em 2017 e 373 casos em 2016. Já os casos de infecção pelo vírus, quando a doença ainda não se manifestou, subiram de 680 em 2016 para 791 em 2017.

Para que os números da doença continuem caindo, a Sesau vai distribuir 500 mil preservativos na capital, Maceió, e em Arapiraca, região Agreste do estado.

As camisinhas são gratuitas e estão disponíveis em dispensadores nos principais shoppings da Arapiraca e de Maceió, além do terminais do VLT e terminal Rodoviário da capital. Também é possível pegar os preservativos nos postos de saúde dos 102 municípios do Estado.

A ação faz parte da campanha de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e Hepatites Virais de 2018.

Segundo a assessora técnica do Programa de Combate às ISTs da Sesau, Sheila dos Anjos, a campanha tem como objetivo conscientizar as pessoas, principalmente jovens e gestantes, sobre a importância da prevenção sobre as doenças transmitidas sexualmente.

“As pessoas devem lembrar que o comportamento de risco é perigoso para todos, independente de orientação sexual ou padrão econômico”, reforçou Sheila dos Anjos.

Além da distribuição de camisinhas, a campanha conta com o aplicativo ‘Aqui tem Camisinha’ para orientar sobre os meios de prevenção e de retiradas de preservativos. O aplicativo também indica os locais disponíveis para fazer Profilaxia Pós-Exposição (PEP) e teste rápido de HIV, além dos outros serviços oferecidos na área.

“A prevenção ainda é o melhor caminho para assegurar a saúde e bem estar da população. Com a prática do sexo seguro, e evitando o uso de drogas injetáveis, pode-se manter uma vida social plena e segura”, ressaltou a assessora técnica.

 
Fonte: G1/AL

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *