quarta-feira , dezembro 12 2018
Home / Alagoas / Seduc vai reformar 50 escolas na capital e no interior de AL

Seduc vai reformar 50 escolas na capital e no interior de AL

obras_na_escola_edmilson_pontes_fotovaldir_rocha_20180218_1120270451

Há três anos, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) trabalha incansavelmente para ofertar um ensino de qualidade e uma estrutura adequada aos estudantes da rede pública estadual. Para o cronograma de 2018, 50 escolas serão reformadas em todo o Estado.

Destas unidades, 12 são de ensino integral e estão localizadas em Maceió, Palmeira dos Índios, Capela, Girau do Ponciano, Porto Calvo e Rio Largo. Elas serão submetidas a uma ampla reforma para atender melhor aos jovens que permanecem o dia inteiro estudando. Além das cinco refeições, os alunos contarão com salas climatizadas, laboratórios de informática, química, ciências e o espaço para as práticas culturais e esportivas.

Dentre as escolas contempladas com melhorias está a Escola Estadual Professor Edmilson de Vasconcelos Pontes, localizada no bairro do Farol, em Maceió. A unidade, que faz parte do Programa Alagoano de Ensino Integral (Palei), atende a 360 estudantes, distribuídos em 12 salas de aula.

Nela, a Seduc ampliou os laboratórios, banheiros e a cozinha, remobiliou as salas de aula, implantou transformador de energia, instalou condicionadores de ar nas salas de aula, reparou as partes hidráulica e elétrica, além de pintar o prédio, implantar o serviço de paisagismo e reformar a quadra de areia.

De acordo com a gestora da Edmilson Pontes, Fátima Cavalcante, o ginásio esportivo da unidade está em fase de licitação. “As reformas são muito importantes, principalmente no ensino integral, pois dão conforto aos estudantes que passam o dia inteiro na escola, fazendo com que se sintam em casa. Tiro o chapéu para a administração do secretário Luciano Barbosa. O ensino integral foi um grande acerto. Um exemplo disso é a grande procura que nós tivemos durante o período de matrícula”, relata.

Mais atrativa

Evellyn dos Santos Cardozo é um exemplo de como uma escola revitalizada pode atrair estudantes. Em 2017, a jovem teve que sair da unidade para cuidar do irmão mais novo. Ao início do ano letivo de 2018, ela só teve uma exigência: voltar para a Edmilson Pontes.

“A escola mudou muito, mudou para melhor. A estrutura está muito bonita. A Edmilson Pontes é uma escola muito bonita, é aberta e atrativa. Faz com que a gente se sinta bem e tenha mais vontade de estudar”, conta Evellyn.

Jedson da Conceição Matias estuda há 3 anos na escola e pôde acompanhar as mudanças de perto. “Mudou bastante. Temos uma área de lazer bonita, salas com ares-condicionados. O aluno fica cada vez mais motivado. Gosto bastante da nossa quadra de areia, mas, quando construírem o nosso ginásio, vai ficar melhor ainda”, afirma.

Escola sustentável – A Escola Estadual Maria Ivone, localizada no Conjunto Inocoop, é outra unidade de ensino integral que passa por obras. A reforma, além de deixar o espaço mais confortável e atrativo, transformará a instituição em uma escola sustentável, pois permitirá a adoção de práticas de preservação ambiental, a exemplo do reaproveitamento da água dos aparelhos de ar-condicionado.

Dentre as melhorias que a escola vai receber, estão nova pintura, retelhamento, salas melhor refrigeradas, novas bancadas para os laboratórios e a construção de uma quadra de esportes, dentre outras ações.“Esta reforma será transformadora e vai propiciar o desenvolvimento de mais ações de incentivo à sustentabilidade”, fala a diretora-geral Juliana Menezes.

Etiene de Araújo trabalha na Maria Ivone e sua filha Heloísa começou a estudar no regime de ensino integral da instituição. Ela também comemora a iniciativa de recuperação da escola.“Esta reforma é a melhor coisa que poderia ter acontecido para a nossa comunidade. Falo não só como alguém que conhece o dia a dia da instituição, mas também como mãe”, declara.

Metade das escolas – O Governo de Alagoas já reformou mais 50% das 317 unidades de ensino da rede estadual. O titular da pasta da Educação, Luciano Barbosa, explica que um bom ambiente escolar é de extrema importância para garantir o aprendizado.

“Estudar e trabalhar em local adequado e mais digno é imprescindível e, por isso, estamos reformando as unidades escolares e também descentralizando recursos por meio do Programa Escola da Hora desde 2015 para que as escolas possam fazer serviços de manutenção”, diz o secretário de Estado da Educação.

 

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *