segunda-feira , dezembro 10 2018
Home / Esportes / Ônibus do CRB é atacado após sair de estádio em Arapiraca, e jogadores ficam feridos

Ônibus do CRB é atacado após sair de estádio em Arapiraca, e jogadores ficam feridos

ssssssssssss

A diretoria do CRB informou na madrugada desta quinta que o ônibus do time foi atacado por vândalos com pedras e bombas na saída do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, após a vitória no clássico contra o ASA, por 2 a 1. Médico do Galo, Orlando Baía relatou ao GloboEsporte.com que três jogadores ficaram feridos, nada grave, e foram registrar a ocorrência na delegacia de Arapiraca. Os goleiros Edson Mardden e João Carlos, além do atacante Ruan, sofreram cortes na cabeça, nos braços e nas pernas, mas foram prontamente atendidos e passam bem.

– Atacaram o nosso ônibus com bomba, pedra e tem jogadores machucados e cortados. Foram rojões que quebraram os vidros, entraram e estouraram dentro do ônibus. Os estilhaços dos vidros cortaram os jogadores – explicou Orlando.

Assessor de imprensa do CRB, Roberto Boroni disse que uma bomba explodiu dentro do ônibus, e os jogadores ficaram também com dificuldades para ouvir.

– Não deu para ver quantos (agressores) porque eles ficam escondidos e saem do nada. Isso foi na saída, dentro da cidade e estamos fazendo um boletim de ocorrência. Não precisou ir ao hospital porque, apesar de serem muitos cortes, foram pequenos e não vão precisar dar ponto. O João Carlos, o Edson (goleiro) e o Ruan foram os que mais se cortaram. Alguns jogadores estão com o ouvido doendo pela explosão da bomba, que foi assustadora, dentro do ônibus. É lamentável que mais uma vez isso aconteça em Arapiraca. Isso deve ter partido das mesmas pessoas que fizeram no ano passado. Isso é lamentável. Tomaremos as providências necessárias – detalhou Boroni.

Revolta

O técnico Mazola Júnior disse estar revoltado com o ataque. No ano passado, o ônibus do CRB também foi atingido por pedras na saída do estádio municipal.

– Toda vez que o CRB vem jogar aqui é essa palhaçada. Só vão tomar uma providência quando matarem um – esbravejou Mazola.

A Polícia Militar esteve no local e faz rondas na região para tentar identificar os autores do ataque.

 

Fonte: Globoesporte

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *