quarta-feira , maio 23 2018
Home / Cultura / Instituições se unem na preservação e resgate dos bens material e imaterial de Penedo

Instituições se unem na preservação e resgate dos bens material e imaterial de Penedo

Data: 23/04/2018
Projeto Penedo 002Buscando resgatar, preservar e despertar seu povo para os bens material e imaterial de Penedo, as instituições Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Prefeitura de Penedo e Universidade de Évora (Portugal), criaram o programa – Penedo: a Criança, a Cidade e o Patrimônio.

O projeto neste primeiro momento vai alcançar crianças da rede pública municipal da educação infantil e seus professores, com três vertentes que se interconectam:  Educacional, Artística e Patrimonial.

“Vamos revitalizar nossas manifestações culturais, desenvolver pesquisas, resgatar o que é da cidade, lendas, brincadeiras, canções e saberes populares e despertar o sentimento de apropriação em nossas crianças. A revitalização do patrimônio imaterial torna possível especificar e denominar a parcela do currículo local como aquele que olha e dialoga com a cultura local e se diferencia da cultura hegemônica”, explicou a professora da Ufal, Lenira Haddad que também conta com a parceria de dois outros professores da universidade, Marcos Moreira e José Acioli Filho.

Orquestra Sinfônica Estudantil  

A música é um grande vetor educacional, isso é inegável. Penedo possui duas bandas de música, a Musical Penedense e Monte Pio dos Artistas. Ambas com um trabalho social inconteste ao longo de décadas. Dentro do programa – Penedo: A Criança, A Cidade e O Patrimônio -, o munícipio vai ganhar mais uma, voltada aos alunos da rede municipal de ensino.

O diretor da Orquestra Sinfônica Estudantil Penedense (OSEP), Bruno Maia, já participou de intercâmbio e troca de experiências no Sul do país. Ele destaca a importância da inciativa para os alunos da cidade. “A Orquestra é sem dúvida, um dos projetos mais audaciosos e empolgantes que a cultura de Penedo já se deparou. Estamos trabalhando muito na implantação deste programa e tenho plena convicção que será de grande importância na formação educacional das nossas crianças”, destacou o diretor Bruno Maia.

O programa conta com o envolvimento da superintendência do IPHAN em Alagoas, através do superintendente Mário Aluízio, da Ufal, com os professores Marcos Moreira, Lenira Haddad e José Acioli Filho, da Universidade de Évora (Portugal), com as professoras Izabel Bezelga e Assunção Folque, com o presidente da Câmara de Évora (equivale a prefeito no Brasil), Carlos Pinto Sá e com a diretora do Instituto Alentejo (Instituto de Preservação do Patrimônio de Portugal), Ana Paula Amendoeira.

“Esse projeto vai fazer com que tenhamos uma verdadeira transformação na sociedade penedense. Será uma ação aplicada com as crianças de 0 a 6 anos, onde haverá uma integração delas ao patrimônio material e imaterial, com a música, teatro, folguedos populares, saberes, etc. Queremos que se sintam parte da cidade, tenham amor e respeito pelo seu patrimônio. Não tenho dúvida que o projeto vai transformar nossa Penedo em uma cidade de muita paz, amor e acima de tudo, com as pessoas focadas em crescer, desenvolver e prosperar”, enfatizou o prefeito Marcius Beltrão.

 

por Roberto Miranda

Projeto Penedo 003

 

 

 

 

 

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *