quarta-feira , julho 18 2018
Home / Esportes / Subasic pega três, Croácia bate Dinamarca nos pênaltis e vai às quartas da Copa

Subasic pega três, Croácia bate Dinamarca nos pênaltis e vai às quartas da Copa

Data: 01/07/2018
5f7df75f-3c9f-4077-add1-6c447bdb3dea
No segundo jogo do dia valendo vaga nas quartas de final da Copa do Mundo , a Croácia venceu a Dinamarca nos pênaltis por 3 a 2 após empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, em duelo que aconteceu no estádio de Níjni Novgorod, neste domingo. Agora, os croatas irão enfrentar a anfitriã Rússia, que eliminou a Espanha também nas penalidades. A partida acontecerá no próximo sábado, dia 7, às 15h.

O primeiro tempo começou agitado, com gols logo no começo, o primeiro deles da Dinamarca, de M. Jorgensen após disputa na área, logo aos 55 segundos – foi o 13º gol mais rápido das Copas. Dois minutos depois, a Croácia empatou com Mandzukic, em nova sobra na área, mas desta vez do outro lado.

Depois disso, a seleção croata teve mais posse e tentou impor seu ritmo. As chances, porém, foram iguais para ambas as seleções e o resultado igual foi justo. Já a segunda etapa foi de dar sono. As equipes pareciam satisfeitas e só foram criar chances após os 20 minutos. No fim, nenhuma das duas seleções conseguiu balançar a rede.

Na primeira parte da prorrogação, a Dinamarca começou melhor e chegou a assustar, mas na parte final a Croácia foi para cima e ficou perto de fazer o segundo gol. Já nos 15 minutos finais, os dinamarqueses pareceram mais cansados e as boas chances foram dos croatas, que ainda tiveram um pênalti desperdiçado pelo craque do time Modric. A decisão para saber quem enfrentaria a Rússia, então, foi para os pênaltis.

Nas penalidades, deu Croácia, com grande atuação do goleiro Subasic, que pegou três pênaltis e ajudou na vitória por 3 a 2. Schmeichel, goleiro dinamarques, ainda defendeu duas cobranças, mas não deu para ele.

Como foi Croácia 1 x 1 Dinamarca

A partida em Níjni Novgorod começou muito agitada. Logo no primeiro minuto, a Dinamarca chegou em cobrança de lateral de Knudsen. Delaney dominou e a bola sobrou para M. Jorgensen. Ele girou e chutou no meio da confusão. O goleiro croata ainda tocou nela, mas mesmo assim morreu no fundo do gol. Dinamarqueses na frente logo no começo.

Mas a resposta da Croácia foi rápida. Aos três, Vrsaljko deu um chutão pra área, o zagueiro Dalsgaard tentou afastar, mas não conseguiu, pois a bola bateu em Knudsen e ficou boa para Mandzukic, que bateu forte, meio desajeitado, mas suficiente para empatar a partida. Assim, Croácia e Dinamarca conseguem o que só Argentina e Nigéria haviam feito, em 2014, e a Áustria, contra a Tchecoslováquia, em 1954, que é marcar gols nos primeiros quatro minutos.

Após os dois gols, a partida ficou morna e somente aos 26 houve outra chance. Eriksen passou para Braithwaite dentro da área. O atacante chutou de primeira, mas Subasic, goleiro croata, saiu bem para abafar. Dois minutos depois, a Croácia também quase fez.

Rakitic bateu de fora da área, Schmeichel defendeu, a bola sobrou para Strinic, que girou e chutou novamente, para outra defesa do goleiro. No rebote, Rakitic conseguiu tocar para Perisic, que estava livre, mas mandou por cima. Aos 38, Modric cobrou falta para dentro da área, Lovren subiu alto e desviou. A bola passou muito perto do gol dinamarquês.

Aos 41 minutos, Eriksen aproveitou bate e rebate dentro da área e tentou cruzar. A bola foi em direção ao gol e ainda tocou na junção entre trave e travessão e saiu. Dois minutos depois, a Croácia respondeu com Rakitic, que bateu de dentro da área e obrigou Schemeichel a fazer nova defesa. Aos 47 o árbitro encerrou a primeira etapa.

Início do segundo tempo foi de controle da Dinamarca, que parecia satisfeita com o empate até então. Aos 10, inclusive, teve chance com Braithwaite, mas acabou por chutar sem direção. Até os 20 minutos, foi a única chance.

A Dinamarca chegou com perigo novamente aos 26 minutos. N. Jorgenses recebeu bola de Yurary Poulsen, girou e bateu forte, mas Subasic defendeu no meio do gol. Foi a primeira chance mais clara no segundo tempo. Dois minutos depois, Eriksen teve boa chance após boa jogada pelo lado esquerdo, mas bateu para fora.

Finalmente, aos 32 minutos, Rebic bateu de perna esquerda de fora da área e fez Schmeichel trabalhar, que conseguiu encaixar a bola em chute perigoso. Aos 38, Perisic subiu bem após cruzamento de Pivaric e desviou a bola, que foi para fora, mas assustou os dinamarqueses.

A Croácia parece que percebeu que a partida estava no fim e resolveu ir para cima. Kovacic fez bela jogada pela direita e bateu para o meio, mas Perisic não conseguiu finalizar. Na sobra, Modric bateu de primeira, mas a defesa afastou. Aos 41, Schone aproveitou sobra após cruzamento e bateu, mas a bola saiu à direita de Subasic.

Aos 46, Rakitic tentou em chute de bora da área, mas a bola saiu a direita do gol. A Dinamarca respondeu aos 47, após escanteio de Eriksen que Subasic cortou, mas a bola sobrou para Brithwaite e ele chutou com perigo. Aos 48, o árbitro encerrou o tempo regulamentar.

A Dinamarca começou melhor a prorrogação. Foi para cima em bolas alçadas na área, principalmente com o lateral longo de Knudsen. Aos oito minutos, Schone limpou Kovacic, ajeitou para o pé direito e bateu para o gol. A bola passou muito perto do gol. Aos 13, chegou a Croácia. Modric lançou Kramaric, que cruzou e contou com desvio da zaga para assustar Schmeichel, que se esticou e evitou o gol. Foi só na primeira parte do tempo extra.

Logo no início dos 15 minutos finais, Kovacic chegou bem e chutou após puxar para o meio, mas a bola explodiu na zaga da Dinamarca. Sisto, que entrou no intervalo da prorrogação, aos dois minutos bateu com a perna direita, mas a bola saiu sem direção. Aos nove minutos, Modric lançou Rebic, que driblou o goleiro e ficou sozinho, mas M. Jorgensen o derrubou e o árbitro marcou pênalti. O craque e camisa 10 croata colocou a bola debaixo do braço e bateu, mas Schmeichel pulou no canto esquerdo fazendo um milagre e evitando o segundo gol croata.

Aos 13, Modric recebeu na entrada da área e chutou, mas o arqueiro dinamarques estava lá para defender. Aos 16 minutos, o árbitro encerrou o tempo extra e a decisão foi para os pênaltis. Eriksen foi o primeiro a bater, mas Subasic caiu bem, tocou na bola, que ainda bateu na trave. Badelj foi o croata que bateu primeiro, mas Schmeichel apareceu novamente e defendeu com os pênaltis.

O segundo a bater foi Kjaer, que colocou a bola no ângulo e abriu o placar. Kramaric foi para a cobrança pelo lado croata e fez o dele também, deslocando o goleiro dinamarques. Krohn-Dehli bateu o terceiro para a Dinamarca e também fez. Modric foi para a cobrança na sequência e desta vez ele chutou no meio e fez. Schöne foi o quarto a bater para a Dinamarca e Subasic defendeu. Pivaric se encarregou de bater o quarto para a Croácia e Schmeichel defendeu outra vez.

N. Jorgensen foi para a cobrança no quinto pênalti, mas o goleiro croata defendeu outra vez. O último pênalti da Croácia foi cobrado por Rakitic e ele não desperdiçou, colocando os croatas nas quartas de final da Copa do Mundo.

 
Fonte: IG

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *