sexta-feira , setembro 21 2018
Home / Alagoas / Alagoas vacinou apenas 14% do público contra pólio e sarampo

Alagoas vacinou apenas 14% do público contra pólio e sarampo

Data: 19/08/2018
vacina-crianca-ministerio-saude
Pais e responsáveis devem levar as crianças independente da situação vacinal anterior para se vacinar contra o sarampo e a poliomielite. A expectativa é vacinar mais de 11 milhões de crianças até 31 de agosto em todo o Brasil.

Nesse sábado, Dia D da campanha, o Ministério da Saúde divulgou como estava o balanço da vacinação em todos os estados e os números ainda são baixos. Em Alagoas, só 14% do público-alvo havia sido imunizado até ontem pela manhã. Confira:
csm_balanco-campanha-vacinacao-ms_872a3a14e1
Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

CASOS DE SARAMPO

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até o dia 14 de agosto, foram confirmados 910 casos de sarampo no Amazonas e 5.630 permanecem em investigação. Já em Roraima, foram 296 casos confirmados e 101 continuam em investigação.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.  Casos isolados, relacionados à importação, foram identificados em São Paulo (1), Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Rondônia (1) e Pará (2). As medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados. Até o momento, foram confirmados seis óbitos por sarampo, quatro em Roraima (três em estrangeiros e um em brasileiro) e dois no Amazonas (brasileiros).

Para mais informações, acesse as páginas especializadas sobre sarampo e poliomielite no portal do Ministério da Saúde.

Fonte: TNH

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *