segunda-feira , novembro 19 2018
Home / Destaque / CSA vence o Brasil de Pelotas em Maceió e fica mais perto do acesso

CSA vence o Brasil de Pelotas em Maceió e fica mais perto do acesso

Data: 23/10/2018
DqOuSTlWkAE2-Rp
O CSA conquistou uma vitória muito importante no Rei Pelé. Nesta terça, bateu o Brasil de Pelotas por 2 a 0, gols de Hugo Cabral e Didira, e dormiu na vice-liderança da Série B. Tem agora 54 pontos e está mais perto do acesso. Quem deu um brilho especial à festa foi a rainha Marta, que foi ao estádio e vibrou com a torcida azulina. O Xavante continua no 15º posto, com 37 pontos, mas pode ainda ser ultrapassado até o fim da 33ª rodada.

A próxima

O CSA volta a jogar no dia 2 de novembro, fora de casa. Vai visitar o Sampaio Corrêa, às 21h30. No dia 1º de novembro, o Brasil de Pelotas enfrenta o Juventude, às 21h30, em Caxias.

Primeiro tempo

O CSA sentiu um pouco a partida. Nervoso, errou jogadas e teve dificuldades de encaixar seu jogo. Chegou com mais perigo aos seis, com Hugo Cabral. Ele se livrou da marcação e chutou: a bola desviou na zaga e quase entrou.

O Brasil ameaçou muito na sequência. Aos 15, Wallace Pernambucano cabeceou livre e a bola bateu em Leandro Souza. Não entrou por pouco. Depois, Welinton Júnior também teve uma chance de cabeça.

O CSA tinha dificuldades para entrar na área e apostou nos chutes de longe. Primeiro, com Didira. Passou perto. Depois, saiu o gol. Aos 44, Rafinha chutou de fora da área, ela desviou em Hugo Cabral e tirou Marcelo Pitol da jogada: 1 a 0.

Segundo tempo

O CSA teve uma chance incrível aos quatro minutos. Walter recebeu de Dawhan e acertou um belo cruzamento, da direita: sozinho, Hugo Cabral cabeceou para baixo e Marcelo Pitol defendeu no reflexo.

Depois, o Brasil foi para dentro. Foram três chances seguidas. E claras. Na primeira, Laurency acertou um belo chute de longe e Frigeri espalmou. Na sequência, Itaque bateu escanteio e Wallace Pernambucano cabeceou pra fora. Aos 26, Lourency invadiu a área e chutou rasteiro: Frigeri pegou mais uma.

Aos 45 minutos, Didira acabou com o sofrimento da torcida. Recebeu na direita, avançou, puxou pro meio e bateu de canhota, no cantinho: 2 a 0.

Fonte: Globoesporte

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *