quinta-feira , dezembro 13 2018
Home / Valdi Fernando / CSA DISPUTA ACESSO COM PONTE E AVAÍ..CRB J[Á ESTÁ EM CASA

CSA DISPUTA ACESSO COM PONTE E AVAÍ..CRB J[Á ESTÁ EM CASA

Data: 18/11/2018

O Avaí levou a melhor no confronto direto por vaga de acesso ao vencer o CSA, por 1 a 0, ontem, no estádio Rei Pelé, pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O time catarinense, que não vencia há três jogos, assumiu a vice-liderança, com 60 pontos e agora só depende de suas forças para voltar à elite. Precisa de um empate em casa com a Ponte Preta na última rodada.

O CSA, que não perdia há cinco jogos, continua com 59 pontos e vai precisar vencer o rebaixado Juventude na última rodada, em Caxias do Sul (RS). Além de ter que jogar para vencer fora de casa, o time alagoano poderá ter ‘incentivos’ dos adversários para motivar o time gaúcho.

Segundo o site Infobola, os clubes com possibilidades de classificação estão na seguinte situação: CSA 45%, Ponte Preta 65% e Avaí 90%. Fortaleza e Goiás já estão garantidos.

Como era esperado, o jogo começou nervoso, afinal os dois times sonham com o acesso à elite. O CSA, invicto há cinco jogos, escalado por Marcelo Cabo com três atacantes, numa visível disposição de atacar.

O Avaí mais recuado. Mas chegou primeiro com perigo, aos 14 minutos, quando Pedro Castro dominou a bola na área e no momento da virada foi bloqueado por Elivelton.

No minuto seguinte, o lateral Igor Fernandes caiu de mal jeito e fraturou o braço direito. Foi substituído por Capa. Só aos 19 minutos é que o CSA ameaçou de verdade. Neto Berola cruzou em curva e o goleiro Maurício Kozlinski espalmou. Hugo Cabral pegou o rebote de primeira e o goleiro espalmou.

Mas o jogo ficou morno, sem nenhum lance agudo. Até que aos 38 minutos o Avaí abriu o placar. Guga cobrou escanteio em curva e Getúlio testou cruzado de cabeça, mandando no canto esquerdo de Lucas Frigeri.

Dois minutos depois, o visitante ficou com um jogador a menos com a expulsão de Capa. Ele cometeu falta em cima de Neto Berola e como já tinha recebido o amarelo, acabou levando o vermelho.

O CSA ameaçou aos 42 minutos, de lateral para lateral. Rafinha levantou bem alto e do outro lado Celsinho pegou de chapa. A bola quicou e passou por cima do travessão, tirando suspiros da torcida. Pressionado, Geninho reforçou sua marcação do Avaí, sacrificando o atacante Daniel Amorim para a entrada do lateral Yury.

O segundo tempo começou com o Avaí formando duas linhas de quatro na defesa e bloqueando o CSA. Marcelo Cabo tentou dar novo alento ao time com as entradas de Judivan e Rubens, respectivamente, nos lugares de Berola e Daniel Costa, ambos já cansados.

Quem ameaçou foi o pesado Walter, com um chute forte e que passou perto da trave esquerda, aos 16 minutos. O time da casa parecia nervoso, o que pode ser comprovado com a entrada violenta de Xandão em cima de Getúlio, sendo expulso aos 18 minutos. Ele levantou o pé e atingiu as costas do adversário. Agora os dois times com 10 jogadores cada.

O tempo foi passando e os goleiros sendo meros espectadores, sem praticar nenhuma grande defesa. Até na última parte do jogo, quando o Avaí se abriu todo e deixou ao Avaí a opção do contra-ataque.

Num deles, aos 33 minutos, Matheus Barbosa apareceu livre na área e na saída de Frigeri tocou em diagonal. A bola saiu fraca e, caprichosa, tocou no pé da trave e foi para fora.

Depois disso, o Avaí “cozinhou o jogo’ diante de um CSA impotente no ataque. Na pressão, o CSA quase empatou aos 47 minutos. Após escanteio, Elivelton testou no travessão, mas a defesa aliviou. Até o goleiro Lucas Frigeri tentou ir nos últimos cruzamentos, mas o empate não saiu.

CRB RETORNA PARA FECHAR SUA CONTA COM O FIGUEIRENSE

Willians Santana engrenou uma fase artilheira na reta final da Série B. Fez o sexto gol nas últimas quatro partidas. Lidera também a artilharia do CRB na competição, com dez.

Ele deu conta do recado contra o Londrina, no papel de jogador mais avançado do ataque. Roberto Fernandes abriu mão de escalar um centroavante outra vez, e Willians revezou com Iago a função no ataque.

Os gols do atacante têm um peso decisivo para o CRB na luta contra a queda. O time marcou nove vezes nessas últimas quatro partidas, seis foram de Willians, e somou dez pontos. A vitória da última sexta tirou o Galo do Z-4, e o time depende apenas do próprio resultado para garantir a permanência.

O CRB recebe o Figueirense na última rodada. Está com dois pontos de vantagem para o Paysandu e pode até escapar do rebaixamento com um empate. O Galo tem três gols de frente no saldo em relação ao ‘Papão da Curuzu’.

A delegação já está em Maceió para viver uma semana cheia nos preparativos para o duelo final da Série B. Segundo o conceituado site Infobola, o CRB tem apenas 3 % de chances para deixa a Segundona, contra 63% do Paysandu.

Textos: Arivaldo Maia, Futebol Interior e Globoesporte/AL

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *