quarta-feira , julho 24 2019
Home / Alagoas / Alagoas registrou uma morte por H1N1 até abril de 2019, diz Sesau

Alagoas registrou uma morte por H1N1 até abril de 2019, diz Sesau

Data: 29/04/2019

Sem título
O vírus da gripe H1N1, um subtipo do Influenza, provocou uma morte em Alagoas desde janeiro deste ano, de acordo com informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O levantamento considera dados levantados até esta segunda-feira (29).

No mesmo período, o estado registrou 10 casos confirmados da doença. A quantidade de casos no mesmo período do ano passado é a mesma: 10 confirmações.

Com relação aos óbitos, 2019 apresentou uma redução na comparação com 2018. Nos primeiros 4 meses do ano passado, foram 2 mortes por conta do H1N1.

Em todo o ano de 2018, foram confirmados 54 casos de gripe e 5 pessoas infectadas pelo H1N1 morreram.

Especialistas apontam que é difícil diferenciar a gripe causada pelo H1N1 de outra gripe. O que leva as pessoas a óbito nesse caso é a Síndrome Respiratória Aguda Grave, cujos sintomas são falta de ar, desconforto respiratório, aumento da frequência respiratória e queda de pressão.

Para evitar novos casos da doença, o Governo Federal está realizado mais uma edição da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Em Alagoas, 931.700 doses da vacina foram disponibilizadas, e a imunização vai até 31 de maio.

Em Maceió, 245.498 pessoas fazem parte do público-alvo. A meta mínima é vacinar 90%, ou seja, 220.948 pessoas. Já em Palmeira dos Índios, 23.500 pessoas devem ser imunizadas. Além destes dois municípios, postos de saúde das outras 100 cidades do estado estão oferecendo doses da vacina.

 

Fonte: G1/AL

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *