sexta-feira , agosto 23 2019
Home / Esportes / Flamengo se impõe, avança, mas pontaria e Pará quase põem tudo a perder

Flamengo se impõe, avança, mas pontaria e Pará quase põem tudo a perder

Data: 09/05/2019

0155736694479

A dúvida sobre como o Flamengo se portaria contra o Peñarol foi desfeita com poucos minutos de jogo. No empate por 0 a 0, o time de Abel Braga foi para Montevidéu jogar bola. Deixou a pressão e o extra-campo de lado, concentrou em impor seu jogo, foi muito superior e avançou merecidamente às oitavas de final da Libertadores. Mas precisava ser tão sofrido?

O Flamengo complicou um jogo em que foi melhor. Criou, mas não foi eficiente. É raro ver um time perder tantos gols. Foram ao menos oito grandes oportunidades. Algumas claríssimas. A falta de pontaria não fez falta no fim, mas poderia ter custado caro. Especialmente, após a expulsão de Pará.

O estádio tinha um ar intimidador, a torcida do Peñarol cantou alto, mas em nenhum momento o Flamengo pareceu intimidado. Suportou bem qualquer tentativa de pressão inicial dos uruguaios, sem correr riscos. Portou-se como time grande, mas teimou em errar o gol. Gabigol, por exemplo, teve quatro chances claras. Vitinho e Arrascaeta também desperdiçaram ótimas oportunidades.

As chances criadas deram a impressão de que o Flamengo iria achar seu gol a qualquer momento, mas o receio de um gol do Peñarol em uma bola perdida sempre esteve presente. E parecia que a expulsão de Pará, aos 18 minutos da etapa final, colocaria tudo a perder. O time sentiu o baque inicial, passou sufoco por alguns minutos, mas logo se reencontrou. Mesmo com um jogador a menos, controlou o jogo até o fim sem grandes sustos e se classificou em primeiro lugar no Grupo D.

 

 

 

 
Fonte: Globoesporte

Compartilhe com seus amigos
Share on FacebookTweet about this on TwitterPrint this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *