.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Alagoas tem o maior avanço de casos do Nordeste e o 3º de mortes por Covid-19

Os casos de Covid-19 têm avançado em todo o país e em Alagoas não é diferente. Dados do Ministério da Saúde apontam que, por aqui, a cada 1 hora e 16 minutos um novo caso da doença é registrado, sendo assim o estado com o maior avanço da doença no Nordeste. A análise, feita pela Agência Tatu, tem como base os dados fornecidos pelo Ministério da Saúde e calculados pela plataforma Covidômetro, uma ferramenta desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba.

Alagoas também se destaca, na terceira posição entre os estados do Nordeste, quanto à velocidade de óbitos: uma vítima a cada 1 dia, 19 horas e 48 minutos, de acordo análise feita na última quarta-feira (03). Os cálculos, extraídos do Covidômetro no dia 1º de Junho, são feitos considerando a proporção para cada 100 mil habitantes, com registros a partir do dia oito de março, e atualizados constantemente. Por esse motivo, podem apresentar variação de um dia para o outro.

Mesmo com decretos determinando o isolamento social desde março, mais de 12 mil pessoas já testaram positivo para a doença, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Na semana passada o estado atingiu 1.065 novos casos, o maior número de registros em um único dia. Desde o começo da pandemia, pelo menos 506 pessoas perderam a vida.

A situação de Alagoas é considerada trágica. O pesquisador Maxwell Guimarães de Oliveira, um dos desenvolvedores do Covidômetro, explica que as classificações (situação de normalidade, controlada, grave, crítica e trágica) servem de alerta e demandam uma ação rápida de controle.

“Se Alagoas, por exemplo, permanecer nessa situação trágica por muito tempo, falando de mortes, vamos chegar num momento que vai estar morrendo mais gente de Covid-19 do que de qualquer outra doença”, afirma o pesquisador tendo como base a taxa de mortalidade do novo coronavírus e o relatório anual de mortalidade, do Ministério da Saúde.

Para Oliveira, os dados calculados pela ferramenta também permitem que a população entenda de forma didática como a doença avança e pode servir para orientar governantes em relação a retomada das atividades.

“A ideia principal é dar mais informação para que os estados e governantes observem com cautela. Porque se decidirem reabrir num momento errado, podem colocar tudo a perder: o esforço feito antes e o que está sendo feito agora. (…)Eu vejo [a reabertura] com uma certa preocupação, porque o Covidômetro mostra que em algumas cidades, alguns estados, o vírus ainda está avançando muito rapidamente”, concluiu.

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde reconhece o avanço da Covid-19 em Alagoas e disse que medidas estão sendo tomadas para evitar um cenário ainda pior.

“O Governo de Alagoas mantém, em execução, as políticas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 diante de um cenário em que a doença segue se expandindo pelo Estado. Segue em vigor o decreto de isolamento social determinado pelo governo, além da disposição dos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19”, afirmou em nota.

Para dar conta dos casos confirmados que necessitam de internação, 1.051 leitos estão sendo disponibilizados em várias unidades de saúde, de acordo com a secretaria, que também ressalta os atendimentos oferecidos por meio das Centrais de Triagem e investimentos para conter o avanço da doença no interior do estado.

Sobre a retomada das atividades, a pasta esclareceu que essa avaliação é feita com base em dados repassados por ela, para um grupo de trabalho comandado pelo Gabinete Civil e pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e do Turismo.

 

Fonte: Agência Tatu com TNH1

 

Compartilhe com seus amigos

Adicionar comentário