.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Avaliação do governo Bolsonaro piora após coronavírus

Um levantamento realizado pela Quaest Consultoria e Pesquisa entre os dias 19 e 23 de março mostra piora na avaliação do governo Jair Bolsonaro desde o início da crise causada pelo novo coronavírus. Segundo a pesquisa, o número de eleitores que considera a atual administração negativa subiu de 35% no início do mês para 40%. O índice de regular foi de 34% para 29%. Mesmo assim a avaliação positiva do governo permanece estável, oscilou negativamente de 30% para 28%, dentro da margem de erro.

A Quaest ouviu mil pessoas em 114 municípios dos 26 Estados brasileiros. A margem de erro é de 3,1 pontos porcentuais. De acordo com o levantamento, a desaprovação a Bolsonaro é maior na região Nordeste, onde ele teve menos votos na eleição de 2018 e o índice de sentimento negativo chega a 51% contra 24% de sentimento positivo e 24% de regular. Já no Centro-Oeste, o presidente tem 41% de avaliação positiva, 23% negativa e 32% regular. É a única região do país onde ele tem mais aprovação do que desaprovação.

No Sudeste, onde se concentra a maior parte dos eleitores, Bolsonaro a avaliação negativa subiu de 33% para 37% e a positiva oscilou de 29% para 30% (32% consideram regular).

Nacionalmente, a avaliação negativa do presidente é maior entre jovens de 18 a 29 anos (43%), trabalhadores que ganham até dois salários mínimos (43%) e mulheres (45% ante 35% de desaprovação por parte dos homens).

Fonte: Terra

 

Compartilhe com seus amigos

Adicionar comentário