.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Chuva alaga ruas, provoca deslizamentos e danos em Maceió

Foto: Ascom/ CBMAL

A forte chuva que atinge Maceió desde o final da tarde de sábado (10) causou danos e prejuízos em vários locais. Muitas ruas da capital amanheceram alagadas neste domingo (11). Em alguns pontos, houve deslizamento de barreiras. A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) emitiu um aviso meteorológico de chuvas intensas que pode se estender até segunda (12).

Até o final da manhã, a Defesa Civil havia recebido 61 chamados para atendimento. Desse total, 52 ocorrências foram feitas pelo telefone 199. As demais foram atendidas devido a rondas que estão sendo realizadas pelas equipes operacionais do órgão.

Foram registrados 16 deslizamentos de barreira nos bairros Antares, Bebedouro, Benedito Bentes, Bom Parto, Chã da Jaqueira, Fernão Velho, Jacintinho, Pinheiro e Tabuleiro do Martins.

Os bairros do Benedito Bentes, Chã da Jaqueira e Tabuleiro do Marins tiveram três ocorrências cada. Outras duas foram registradas em Fernão Velho. Os demais Bairros tiveram uma ocorrência em cada.

O Corpo de Bombeiro também está atendendo ocorrências por causa da chuva. Por volta das 6h da manhã, os militares foram acionados para verificar um possível soterramento no bairro Chã da Jaqueira. Três viaturas com 9 bombeiros se dirigiram até o local e constataram que parte da frente de uma residência desabou. Foram realizadas buscas mas não houve vítimas. A Defesa Civil foi acionada.

Uma outra guarnição se deslocou até bairro o Cleto Marques Luz para verificar uma ocorrência de pessoas ilhadas dentro de uma casa. Os militares encontraram duas senhoras que não tiveram como sair. Após a água baixar, elas preferiram continuar na residência. A Defesa Civil também acompanhou a ocorrência.

Em Fernão Velho uma árvore ameaçava cair na ladeira que dá acesso ao bairro. Parte da barreira deslizou e deixou a pista escorregadia.

No bairro Santa Lúcia, parte alta da cidade, várias ruas ficaram alagadas. Sem ter para onde escoar, a água invadiu casas e estabelecimentos comerciais.

Também há registros de alagamentos no Conjunto Osman Loureiro, em Bebedouro e na região da Levada, onde o Riacho do Silva transbordou.

Em Jacarecica moradores relataram que o nível do rio está subindo rápido e algumas casas ficaram ilhadas, as pessoas não conseguem sair.

No Conjunto Morada dos Palmares, no Tabuleiro do Martins, uma barreira ameaça deslizar e arrastar algumas casas. O problema na região é antigo e sempre que chove novos deslizamentos acontecem.

No bairro Tabuleiro Novo as ruas também ficaram alagadas e a água entrou em várias residências. Uma moradora com problemas de saúde precisou ser retirada de casa e vizinhos usaram uma caixa d´água para transportá-la até um local seguro.

Moradores estão assustados com a situação

“Eu pedi ajuda de outras pessoas para a gente levantar a geladeira e outros móveis porque eu não quero ficar com mais prejuízos. Está chovendo desde a madrugada. Chove por uns três, cinco minutos, enche tudo de água, quando para escoa e volta a alagar quando a chuva volta”, disse Gilvan Alves, morador do bairro.

Orientação da Defesa Civil

O órgão alerta para que a população fique atenta aos alertas encaminhados por telefone via mensagem de texto. Para se cadastrar, basta mandar uma mensagem de texto com o número do CEP da sua residência para o telefone 40199.

A Defesa Civil de Maceió recomenda que moradores das áreas de risco busquem abrigos seguros ou casas de parentes e que acionem o órgão através do telefone 199.

 

Fonte: G1/AL

 

Compartilhe com seus amigos