.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

CSA vence o CRB por 1 a 0 e garante classificação

CRB e CSA se enfrentaram na noite desta sexta-feira (31), no Estádio Rei Pelé, pela 7ª rodada do Campeonato Alagoano. No primeiro clássico do ano pelo Estadual, o Azulão venceu o Galo por 1 a 0, com gol do zagueiro Alan Costa, ainda na primeira etapa, e garantiu a classificação para a próxima fase.

Com a melhor campanha da fase de grupos, o CRB encara o ASA, quarto colocado, nas semifinais do Campeonato Alagoano, às 21 horas. Já o Azulão, que terminou na segunda posição, enfrenta o Murici, terceiro colocado, às 16 horas. As partidas acontecem já nesta segunda-feira (31), no Estádio Rei Pelé.

Na partida desta noite, no Rei Pelé, as duas equipes apostaram nas bolas alçadas na área e apresentaram dificuldades em criar jogadas. As chances que levaram mais perigo aos goleiros adversários foram através de cobranças de bola parada.

Primeiro tempo

A etapa inicial começou com as duas equipes se estudando muito. Aos 2 minutos, Diego Torres levantou a bola na área e a defesa do CSA afastou o perigo. O Galo voltou a chegar com perigo aos 15′, com Erik, que colocou Norberto para dançar e arriscou um chute no gol, mas a redonda desviou na marcação e saiu pela linha de fundo.

A primeira chegada do CSA com perigo no ataque foi aos 21′. Igor Fernandes avançou pela esquerda, acionou Allano, que tocou para Michel Douglas. O centroavante do Azulão cabeceou por cima do gol de Victor Souza.

Após a parada técnica, o CSA passou a pressionar mais o Galo. E foi aos 25 minutos que o placar foi aberto. Rafael Bilu cobrou escanteio, Leandro Castán ajeitou e Alan Costa cabeceou no canto para fazer 1×0 para o Azulão.

Aos 29′, meio-campista Diego Torres fez tabelinha com o atacante João Carlos, que chutou no canto esquerdo de Thiago Rodrigues. O goleiro azulino só olhou a redonda passar sem apresentar perigo.

O final do primeiro tempo seguiu sem jogadas com chances reais e com as bolas aéreas dominando. Assim, a primeira etapa se encerrou: 1×0 para o CSA.

Segundo tempo

Sem mudanças, os dois times voltaram para a segunda etapa com a mesma pegada: poucas jogadas e esperança de levar perigo em bolas áreas. Aos 6 minutos, após cobrança de falta de Erik, o lateral Igor Cariús, de costas, cabeceou diretamente para o gol. Thiago Rodrigues se esticou todo e evitou o empate do Galo.

O Galo começou a trocar passes no meio-campo, mas nada de chegar lá na frente para ameaçar o CSA. Outra boa chance do CRB só veio acontecer aos 20′, com João Carlos. O atacante regatiano achou espaço e mandou um chutaço em direção ao gol de Thiago Rodrigues, que, para não se complicar, espalmou para escanteio.

A chuva começou a apertar no Rei Pelé que, sem a presença de público, era palco de uma partida sem regular, abaixo do que se espera do maior clássico do Estado.

O CSA, ganhando a partida, se fechou e trouxe o Galo para seu campo de defesa. Novamente com boa jogada de Diego Torres, aos 28 minutos, Thiago Rodrigues teve trabalho. O argentino arriscou um chute, mas parou na defesa do goleiro azulino.

O técnico Marcelo Cabo fez alterações para deixar a equipe do CRB mais ofensiva, a fim de buscar o empate, enquanto o treinador do CSA, Eduardo Baptista, fechou ainda mais a equipe.

O CRB tentou, mas esbarrou na parede defensiva montada por Baptista e não conseguiu a vitória na partida. No final, CSA venceu o Galo por 1×0, com gol de Alan Costa.

CRB – Victor Souza; Léo Príncipe [Thiaguinho], Gum, Ewerton Páscoa, Igor; Claudinei, Washington [Felipe Menezes], Diego Torres [Bill]; Luidy [Magno Cruz], Erik, João Carlos.

Técnico – Marcelo Cabo

CSA – Thiago Rodrigues; Norberto, Alan Costa, Luciano Castán, Igor Fernandes; Márcio Araújo, Yago [Richard Franco]; Rodrigo Pimpão [Diego Maurício], Rafael Bilu [Willian Rocha], Allano [Andrigo], Michel Douglas [Alecsandro].

Técnico – Eduardo Baptista

Arbitragem – Márcio dos Santos Oliveira (CBF/AL) foi o árbitro do jogo. Esdras Mariano de Lima (CBF/AL) e Brígida Cirilo Ferreira (CBF/AL) foram os auxiliares. Wiomar Santana de Oliveira (FAF) atuou como quarto árbitro e George Alves Feitosa (FAF) como analista de campo.

 

Fonte: Globoesporte

 

Compartilhe com seus amigos

Adicionar comentário