.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Manifestação contra o racismo é realizada em Maceió

Uma manifestação contra o racismo e para pedir Justiça para o caso do cidadão negro João Alberto, que foi agredido a até a morte dentro de uma loja do Carrefour no Rio Grande do Sul, foi realizada na tarde deste domingo (22) na orla de Maceió.

Com uma faixa com a frase “Vidas Negras Importam”, com cartazes e com frases sobre o racismo, os manifestantes pediram um basta para esse tipo de crime.

Vários integrantes de movimentos sociais e de partidos participaram do protesto como a Unidade Popular, Partido dos Trabalhadores (PT), União da Juventude e Rebelião, Movimento Correnteza, DCE Ufal, Movimento de Mulheres Olga Benário, Alfronte Levante Popular e Psol.

O caso do jovem negro que denunciou o supemercado GBarbosa por agressão foi lembrado no ato. O advogado Basile Christopoulos, que representa o jovem participou do evento.

“Foi um caso bárbaro. Um jovem que aos 19 anos foi comprar um celular no supermercado GBarbosa da Feirinha do Tabuleiro e aí foi abordado por alguém que se dizia policial e sofreu agressões. Colocaram um saco na cabeça dele, foi espancado violentamente. Ele fez um exame de corpo de delito no IML, fez um boletim de ocorrência para punir aqueles que o torturaram e praticaram essa violência física, como também indenização do ponto de vista civil, porque foi uma violência muito triste. A família está muito abalada com a situação toda que ocorreu”, disse Basile.

“Eu sou apoiador da causa antirracista. Eu acho que o Brasil é um país que tem muito racismo ainda. Esses casos que estouraram nos últimos dias mostram como a gente precisa debater melhor a questão do racismo e educar a todos, brancos e negros, para que a gente possa ter uma sociedade mais justa, especialmente para aqueles negros que estão morrendo todos os dias e muita gente não está fazendo nada”, disse o advogado.

 

Fonte: G1/AL

 

Compartilhe com seus amigos