.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

“Não adianta chorar por Paulo Gustavo e sair sem máscara”

Ao fazer um programa especial, nesta quarta-feira (05), dedicado a memória de Paulo Gustavo, que faleceu ontem vítima do novo coronavírus, Fátima Bernardes, além de se emocionar no “Encontro”, também mostrou revolta e indignação por conta da impotência e da crise sanitária da pandemia no Brasil.

“Não adianta hoje você chorar pelo Paulo Gustavo, pela morte de pessoas queridas, e sair na rua sem máscara, aglomerar desnecessariamente. Não estamos falando do trabalhando do ônibus. Estamos falando as pessoas que estão fazendo festas clandestinas. Isso é um absurdo. Isso é crime”, disparou a jornalista.

Na atração, Bernardes ainda cobrou os governantes: “O que falta para esse país distribuir máscara para as pessoas que não têm condições de comprar? Não tem vacina, então precisamos de máscara. Não estamos apenas tristes, mas indignados. Estamos revoltados. É muito ruim quando a tristeza e a indignação se misturam à raiva. É um sentimento que eu não gostaria de sentir nesse momento”, completou.

 

Fonte: ISTOÉ

 

Compartilhe com seus amigos