.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Shoppings investem em modernização, higienização e distanciamento para retomada

O impasse para o retorno das atividades econômicas criado pelo governo Renan Filho (MDB), que adiou a data para o mês de julho, se contradiz com os investimentos feitos pelos shoppings de Alagoas. Todos estão com plenas condições de funcionar a qualquer momento e oferecendo o que há de mais moderno em segurança para clientes e colaboradores. A primeira mudança começa com o horário de funcionamento, das 12h às 20h. Quem primeiro se manifestou sobre o assunto foi o superintendente do Maceió Shopping, Robson Rodas. Pioneiro nesse tipo de empreendimento, ele lembra que, nos últimos dois meses, tanto funcionários como lojistas estão sendo preparados para atender as novas exigências sanitárias seguindo um rigoroso protocolo definido para todo o Brasil.

“A segurança é o nosso principal objetivo. Queremos trabalhar com tranquilidade e oferecer o mesmo para nossos clientes e colaboradores. Fomos buscar conhecimento e investimos muito nisso, para inclusive ajudarmos na contenção do vírus, pois tudo está sendo feito e será colocado em prática com muito rigor”, enfatizou Rodas.

Todos os ambientes, sejam espaços comuns, a partir do acesso as dependências de todas as áreas de alimentação, banheiros e lojas estão completamente adaptados às novas exigências de biossegurança. Segundo a presidente da Associação dos Lojistas do Maceió Shopping, Lana Rettori, o cliente vai se sentir protegido nos ambientes porque além das estruturas montadas com álcool em gel por toda parte, os próprios colaboradores estarão orientados neste sentido.

“Se o shopping já representava um local com segurança e convívio antes da pandemia, queremos que se torne referência com o chamado novo normal. As pessoas irão se sentir acolhidas e o melhor, protegidas para voltar a consumir. Por toda parte existirão orientações e equipamentos para garantir isso, além do pessoal que estará totalmente à disposição”, completou a empresária.

CONSULTORIA

O superintendente do Parque Shopping, Leonardo Franco, destacou que para se chegar a um serviço de excelência, que estará presente em todo o país, a rede Aliansce Sonae de Shopping Centers, juntamente com a Associação Brasileira de Shopping Centers, se uniram ao Hospital Sírio Libanês. Foram seus infectologistas que ajudaram a montar, a partir dos protocolos estaduais, um modelo ainda mais completo com ações e medidas preventivas pensadas para cada ambiente do shopping, a fim de garantir tranquilidade a todos.

“Shoppings são estruturas que permitem controle da circulação de pessoas, com espaço amplo e higienização constante, além de contar com sinalização educativa. Estamos em um processo intenso de adequação para este novo normal”, garantiu.

Esse conceito está amplamente disseminado entre os responsáveis pelos shoppings. A ideia é que o atendimento e os cuidados se tornem um padrão. Quem garante é Fernanda Cabral, gerente de Vendas e Marketing do Arapiraca Garden Shopping.

“Estamos preparados para cumprir com todas as exigências. Todo o nosso time está passando por treinamento para garantir uma rotina de higienização e sanitização dos ambientes. Seguimos à risca o plano de contingência construído pela Abrasce, com a chancela do Sírio Libanês”, lembra ela. Fernanda Cabral destaca que o compromisso vai desde quem faz o dia a dia da unidade, como principalmente dos lojistas, que vão ter o contato final com os clientes. De acordo com a gerente, todos estão com clara compreensão do papel que irão desempenhar quando as portas finalmente forem abertas.

ESPAÇOS

Com o apoio da consultoria, tudo foi pensado para que o cliente perceba que há uma nova realidade que precisa ser seguida. Isso inclui, logo na entrada, tapetes sanitizados, totens com álcool em gel, termômetros manuais de alta precisão, para verificação de temperatura e a obrigatoriedade do uso de máscaras. As adaptações para evitar contato físico incluem distanciamento para o acesso às escadas rolantes, uso de elevadores com redução da capacidade para 20% apenas e constante desinfecção presencial com as equipes circulando pelas unidades. Na praça de alimentação, as mesas terão distanciamento mínimo de 2m cada uma, devidamente indicadas com sinalização que não podem ser alteradas. Ou seja, em todos os espaços onde pode haver aglomeração, haverá tais indicações de distância.

Nesta fase, inclusive, cinemas e estruturas de recreação infantil não estarão funcionando. Todas essas novas especificações estão sendo divulgadas internamente e em propagandas nos principais veículos de comunicação.

 

Fonte: Gazetaweb

 

Compartilhe com seus amigos

Adicionar comentário