.:: OparaNews ::. Penedo Alagoas

Unidade de Síndromes Gripais de Penedo já está funcionando

Qualquer pessoa residente em Penedo dispõe de local específico para avaliar se os sintomas de gripe que está sentido é Covid-19 ou consequência de outro tipo de vírus.

Aberto nesta sexta-feira, 26 de junho, a Unidade de Referência em Síndromes Gripais atende exclusivamente a população de Penedo, mais um investimento do governo Március Beltrão/Ronaldo Lopes direcionado ao enfrentamento do coronavírus.

Instalada na antiga Escola Senai, próximo ao Trevo da Toca do Índio, a Unidade de Síndromes Gripais oferta assistência por meio de equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistente social.

Sintomas

“Quem apresentar sintomas como tosse, febre, dor de cabeça, dor de garganta ou náuseas, deve vir para a Unidade de Referência em Síndromes Gripais. Não precisa mais ir para o posto de saúde porque agora temos o serviço referenciado. Caso a pessoa sinta falta de ar, aí é preciso se dirigir para a UPA”, explica Monike Souza Nunes Damasceno, Diretora da Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde (SEMS).

Com cuidados de biossegurança no espaço público, desde a recepção, o paciente é avaliado inicialmente no setor de enfermagem. “Caso se confirme a necessidade, ele será notificado e encaminhado para consulta médica, recebendo a medicação”, informa Monoke Souza, destacando a importância do diagnóstico precoce da Covid-19.

“Quanto mais cedo começarmos o tratamento, menos chance o paciente tem de evoluir para um quadro mais grave”, alerta a diretora da Atenção Primária da SEMS Penedo, acrescentando a disponibilidade de testes rápidos e que os casos notificados são monitorados, a princípio, por meio de telefonemas e mensagens, via Whatsapp.

Monitoramento

Ainda sobre o acompanhamento dos pacientes notificados, o Secretário Marcos Beltrão alertou para a importância que as pessoas precisam dar aos contatos da SEMS Penedo.

Durante entrevista a Rádio Penedo FM nesta sexta-feira, 26, ele informou que entre 70 e 80 pessoas notificadas pela pasta não atendem as ligações ou não retornam as mensagens, comportamento que inviabiliza a assistência devida.

Ainda sobre a relação de contato entre paciente e a SEMS Penedo, Monike Souza ressalta a necessidade de apresentação de comprovante de residência, além do cartão SUS, na Unidade de Referência em Síndromes Gripais.

“Já tivemos caso da equipe passar cerca de uma hora para localizar a casa de um paciente por erro no endereço informado e também observamos que as pessoas têm dificuldade de saber dizer onde moram, por isso pedimos que tragam algum comprovante”, esclareceu a servidora durante entrevista ao repórter Rafael Medeiros na manhã de hoje.

 

por Fernando Vinícius – Decom PMP
Imagens Divulgação SEMS Penedo

 

Compartilhe com seus amigos

Adicionar comentário